20/07/2016
Entrevista Dr. Felipe Favorette, falou sobre a Jornada de Gestao de Alto Risco.

Nos dias 08 e 09 de julho a SOGIPA realizou a XXIV Jornada Paranaense de Gestação de Alto Risco. Um dos nossos convidados, Dr. Felipe Favorette, de São Paulo, concedeu entrevista à Associação. Confira:

 



1. Quais os assuntos abordados pelo senhor durante a Jornada?

Eu trouxe alguns assuntos pra cá. Na sexta-feira eu falei sobre anemia falciforme numa mesa de hemopatias, problemas hematológicos na gestação, e sobre Trombocitopenia Gestacional e Trombocitose. Além disso participei de duas discussões de casos. Uma sobre trombofilias e outra sobre pré-eclampsia. No sábado falei sobre doenças cardiovasculares e hipertensão crônica com adendo dentro de pré-eclampsia. 

 

2. O que senhor achou dos temas colocados em discussão durante a Jornada?

Eu achei temas muito pertinentes para uma jornada de gestação de alto risco. Fiquei muito feliz também com o comparecimento dos associados e do quórum durante as discussões. 

 

3. Quais os ganhos com estas discussões?

Esses temas, que muitas vezes são temas do dia a dia, com essas discussões mais aprofundadas, a gente acaba crescendo. Fiquei muito feliz com a discussão sobre PTI, Von Willebrand, de participar também da mesa de doenças cardiovasculares, que é a minha área de atuação. Eu acho que, de uma maneira geral, a obstetrícia cresce. E os ganhos de estendem para toda a comunidade. A gente traz algumas informações para aqueles profissionais que estão buscando atualização.

 

4. Durante a jornada também são discutidos diferentes casos. Qual a importância da troca de experiências com base na prática?

Talvez seja até mais importante que as palestras, na minha opinião. Trazer os casos do dia a dia para a prática clínica com as evidências da atualidade é fundamental.

 

5. A educação continuada é fundamental?

Não tenho dúvida disso. A educação continuada dentro da medicina, em especial dentro da obstetrícia, é sim fundamental. É um conceito que vem mudando, então é muito importante.

 

6. Como foi a sua participação aqui em Curitiba?

É sempre um prazer estar em Curitiba. Esta é a segunda vez que venho a convite da SOGIPA. Eu gosto em especial do pessoal que vem do interior para participar. Na verdade, é um privilégio poder levar informações também para o interior do Paraná. Eles vêm as vezes de longe para assistir as palestras. Eu achei isso muito louvável.

VEJA MAIS ENTREVISTAS DE 2016


<< Voltar





Filiada à: febrasgo